domingo, 2 de janeiro de 2011

Joguei pro alto um ano furado.
quero tudo depois do rascunho, não quero precisar apagar.

Nada de promessas, nada de pedidos, continuar vivendo.

só uma condição.

Um comentário:

Guilherme Damasceno disse...

Continuar vivendo não é opção... espero.